Blog

Como a coxinha se tornou o salgado mais amado do Brasil?

Um dos salgados que todo brasileiro ama é a coxinha. Mas você já parou para pensar em como ele se tornou uma unanimidade nacional?

Estudiosos acreditam que foi no século XIX, na região da Grande São Paulo, que a coxinha se tornou tão amada. Ela foi desenvolvido durante o processo de industrialização de São Paulo, e tinha como objetivo oferecer um lanche mais barato e durável do que as coxas de galinha servidas em lanchonetes e portas de fábricas como aperitivo na época. Logo depois, na década de 1950, a receita se espalhou pelo Rio de Janeiro e Paraná.

A coxinha ganhou popularidade por conta da sua diversidade de massas e recheios, que dão um toque especial na hora de fazer a coxa de frango. A massa chama a atenção de qualquer pessoa, principalmente se for crocante e corada como os da Delícia Lanches!

LEIA MAIS
OS PRINCIPAIS SALGADOS PARA FESTA JUNINA
5 SALGADOS FAVORITOS DOS BRASILEIROS

A verdade é que, como todos os pratos, a coxinha foi mudando com o tempo para se adaptar ao gosto especial do brasileiro. Além de contar com um preço muito acessível, que cabe em qualquer bolso, e um sabor irresistível que não deixa ninguém fugir. É difícil encontrar alguém que não ame o sabor desse salgado tipicamente brasileiro, consumido em todo território nacional e internacional (você sabia que a coxinha também é popular em Portugal?).

Logo depois, se tornou um salgado presente em todas as festas do país. É um elemento presente em todos os aniversários, confraternizações de empresa, chás de bebê e outros tipos de eventos.

HISTÓRIA

A origem da coxinha traz consigo um mistério. Apesar de quase todos acreditarem que ela se popularizou na industrialização de São Paulo, existe uma teoria que afirma que sua real origem foi na época do império, em Limeira, interior de São Paulo. Um menino, filho do Conde D’Eu, herdeiro que morava afastado da corte, apenas aceitava comer coxas de frango fritas. Ao perceber que não se tinha mais coxas de frango para fritar, a cozinheira decidiu formar coxas de frango com outras partes do frango desfiando a carne, tirando os ossos e envolvendo numa massa a base de trigo para dar formato da coxa da ave. Apesar de ser uma história interessante, é difícil de ser comprovada.

Comentar

Seu e-mail não será publicado.